Logo FTIUESP Logo Forca Sindical  CNTI LOGO2

10º CONGRESSO DOS URBANITÁRIOS DISCUTE OS RUMOS DA CATEGORIA E DO SINTIUS

 259809070 4483355245045239 1923681955442186606 n

Os urbanitários da Baixada Santista e do Vale do Ribeira escreveram nos dias 19, 20 e 21 de novembro de 2021 mais um importante capítulo da história de lutas do Sintius com a realização do 10º Congresso dos Urbanitários.

O evento ocorreu na sede do Sindicato, em Santos, respeitando todos os protocolos sanitários exigidos pelas autoridades, em razão da pandemia de covid-19, e foi marcado pelos intensos debates para analisar, discutir e deliberar sobre os rumos da categoria e mudanças no estatuto da entidade, durante as plenárias e as reuniões dos quatro grupos de trabalho.

Uma das principais medidas tomadas nesse sentido foi a inclusão do chamado sócio usuário designado, que permitirá o ingresso de ex-dependentes de trabalhadores da categoria acima de 21 anos.

Esse grupo não poderá votar nas eleições ou assembleias, mas vai poder se beneficiar das vantagens ofertadas aos associados do Sintius. O pagamento das mensalidades das pessoas deste segmento irá ajudar no financiamento do custeio da entidade.

O estatuto também foi alterado para que as pensionistas sejam consideradas formalmente associadas do Sintius, o que garantirá, por exemplo, que a nossa instituição possa representá-las em ações judiciais como substituto processual, como ocorre hoje com os trabalhadores da ativa e aposentados. Porém, elas não terão direito a voto nas eleições.

A Secretaria Regional do Litoral Sul ganhou também uma nova atribuição, que é trabalhar para viabilizar a criação de uma subsede do Sindicato em Itanhaém, o que facilitará a realização de assembleias e atendimento aos trabalhadores dessa região.

Também ficou definido que o Sintius terá uma nova finalidade complementar à sua ação principal: o apoio e o estímulo de iniciativas locais para promover a participação da sociedade nas atividades voltadas à saúde.  

Mudança de central

Durante o evento, um dos temas discutidos foi a permanência, ou não, da filiação do Sintius à Força Sindical, conforme havia sido deliberado no último congresso, em março de 2017. Os quatro grupos de trabalho e a plenária decidiram que o Sindicato deveria deixar essa central sindical.

Por maioria de votos, a assembleia deu aval à filiação do Sintius à CUT (Central Única dos Trabalhadores) por entender que seria a organização que mais favorecia a categoria no momento político atual.

Prestígio

Assim como nas edições anteriores, o Congresso dos Urbanitários foi prestigiado por importantes lideranças políticas e dos setores das áreas de saneamento, energia e meio ambiente.

Participaram da abertura dos trabalhos, na noite da última sexta-feira: o presidente do Sintaema, José Antonio Faggian; o secretário-executivo do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (Ondas), Edson Aparecido da Silva; o presidente da Associação Sabesp, Pérsio Faulim de Menezes; o presidente da Federação Regional dos Urbanitários do Sudeste - CUT, Esteliano Neto; a chefe do Departamento de Recursos Humanos da Sabesp, Ana Cristina Russo; e a presidente da Associação dos Engenheiros da Sabesp (AESabesp), Viviana Borges.

Em relação aos integrantes da classe política, o deputado estadual Luiz Fernando (PT), os vereadores santistas Chico Nogueira (PT) e Marcos Libório (PSB) estiveram na abertura do evento.

No domingo, o deputado federal Vicentino (PT) fez uma rápida explanação no Congresso e se colocou à disposição em apoiar o Sintius nas lutas contra a privatização da Sabesp e das mudanças nos planos previdenciários da Vivest.

Moções

A plenária do Congresso também aprovou quatro moções. Uma delas se refere à privatização da Sabesp, bem como seus aspectos sociais e manutenção de postos de trabalho. Outro documento está ligado à crise hídrica e os impactos causados no trabalho urbanitário.

A terceira moção trata das mudanças nos planos previdenciários patrocinados pelas empresas de energia e suas interferências. Por fim, também foi aprovado um texto relacionado ao controle vacinal da covid-19 e suas medidas e consequências para os aspectos do trabalho.