Logo FTIUESP Logo Forca Sindical  CNTI LOGO2

CPFL PIRATININGA INSISTE COM A MESMA PROPOSTA E TRABALHADORES AVALIAM GREVE

CPFL PIRATININGA INSISTE COM A MESMA PROPOSTA E TRABALHADORES AVALIAM GREVE

A CPFL Piratininga insiste em manter uma proposta de reposição salarial que não contempla sequer o índice de inflação oficial, o que já seria insuficiente para repor o poder de compra. Dessa maneira, continua lamentando não poder atender aos anseios da categoria e justifica dificuldades de várias ordens, como a própria crise econômica e política que o país atravessa. Esse é o resumo da 3ª rodada de negociação, que ocorreu hoje, dia 20, em Campinas.

Nós sabemos que isso não afeta a economia da empresa, tanto é que a CPFL comprou outra empresa do setor elétrico por R$ 1,7 bilhão. Em compensação propõe para os trabalhadores um reajuste de 6% em junho e 1% em janeiro de 2017. Ou seja, a empresa não reconhece e nem valoriza aqueles que contribuem com conhecimento e trabalho para que a empresa conquiste excelentes resultados financeiros.

Além dessa proposta salarial indecente, a CPFL ameaça com redução do quadro de funcionários, o que sobrecarregará, ainda mais, os trabalhadores que são, muitas vezes, obrigados a executar atribuições diferentes dos cargos para os quais foram contratados.

Diante dessas e outras maldades, a Diretoria do Sindicato iniciará reuniões setoriais (veja o quadro abaixo), ainda nesta semana, com o objetivo de mobilizar a categoria para avaliar a proposta que a empresa pretende apresentar no dia 29 de junho, sendo que nesta mesma data haverá uma assembleia na Sede do Sintius, às 18 horas, para avaliar a realização de greve por tempo indeterminado.

Estiveram presentes na reunião de negociação, o presidente do Sintius, Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, o Platini; o secretário geral, Ubirajui José Pereira, o Bira; e o secretario de finanças, Evandro da Silva Carvalho.

DATA

LOCAL

HORÁRIO

21/06

EA São Vicente

07:00

22/06

EA Cubatão

07:00

24/06

EA Santos

07:00

27/06

EA Praia Grande

07:00

REUNIÕES SETORIAIS FREQUENTES AUMENTAM DIÁLOGO ENTRE DIRETORIA E CATEGORIA

REUNIÕES SETORIAIS FREQUENTES AUMENTAM DIÁLOGO ENTRE DIRETORIA E CATEGORIA

A Diretoria do nosso Sindicato realiza reuniões setoriais na Sabesp, hoje (18/05), na região do Vale do Ribeira com o intuito de promover a conscientização dos trabalhadores sobre as negociações do ACT 2016/2017 com a empresa, assim como fez na semana passada em outras localidades. Os encontros tem também o objetivo de promover a convocação para as assembleias, sendo que a próxima ocorrerá amanhã, dia 19, na Sede, em Santos, e na Associação Sabesp, em Registro, às 18 horas, quando poderá ser deliberada greve.

A aproximação da atual Diretoria do nosso Sindicato com a categoria nos locais de trabalho tem sido intensa. No Vale do Ribeira, por exemplo, já foram quatro setoriais num período de seis meses de gestão incompletos. A mesma atenção tem sido prestada aos trabalhadores das outras empresas, dentre elas, a Cetesb, que voltou a ter assembleias nas três agências da base territorial, facilitando a participação e o diálogo entre a Diretoria e os trabalhadores.

sabesp registro 01

EM REGISTRO, SINTIUS PROTESTA CONTRA ASSÉDIO MORAL NA SABESP

EM REGISTRO, SINTIUS PROTESTA CONTRA ASSÉDIO MORAL NA SABESP

Na manhã desta sexta-feira, dia 17, a Diretoria do Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius) fez uma manifestação em frente à sede da Unidade de Negócio do Vale do Ribeira, da Sabesp, para protestar contra os casos de assédio moral.

Esse movimento ocorreu pelo fato de alguns trabalhadores da empresa estarem sendo vítimas dessa prática, uma das formas mais agressivas e nocivas de deterioração das relações de trabalho.

O presidente do Sintius, Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, o Platini, afirmou que não vai se calar diante de casos de assédio moral. Além disso, aproveitou a oportunidade para cobrar da Sabesp melhorias no local de trabalho e o fornecimento de equipamentos adequados para a execução dos serviços.

Durante o ato, os diretores do Sintius entregaram um comunicado aos trabalhadores a fim de alertar que casos desse tipo devem ser denunciados para que o Sindicato cobre providências da Sabesp, inclusive exigindo punições severas a quem desrespeita os trabalhadores.

sabesp vale 07

sabesp vale 10

sabesp vale 12

CTEEP MANTÉM PROPOSTA DE ESCALONAMENTO COM REPOSIÇÃO MÁXIMA DE 7,46%

CTEEP MANTÉM PROPOSTA DE ESCALONAMENTO COM REPOSIÇÃO MÁXIMA DE 7,46%

O presidente do Sintius, Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, e o Secretário de Comunicação, Marcio Roberto da Costa, estiveram presentes na 3ª rodada de negociações do ACT 2016/17, na CTEEP, em Jundiaí, dia 15. Entretanto, a empresa não apresentou um índice satisfatório para reposição salarial. O máximo é de 7,46% para quem ganha até R$ 6.500, mantendo um escalonamento que diminui o percentual para salários maiores. Proposta rejeitada na mesa!

O maior índice de reposição nem sequer corresponde ao percentual de inflação acumulado no período de um ano. “No mínimo, a empresa deveria iniciar as negociações com a proposta de repor a correção inflacionária. Jamais abaixo da inflação. Afinal os resultados da CTEEP são sempre superiores aos períodos anteriores. E esse sucesso é fruto do trabalho da categoria, que precisa ser reconhecida e recompensada pelo esforço com aumento real”, comentou o Platini.

De acordo com a proposta da empresa, aqueles que ganham entre R$ 6.500,00 e R$ 10 mil teriam uma reposição de apenas 5,5%. Enquanto que aqueles com salários acima de R$ 10 mil teriam apenas 2%. Além disso, os benefícios seriam contemplados com o percentual de 7,46%.

A Diretoria do Sintius, aproveitou a oportunidade para reivindicar a inclusão na proposta da antecipação de metade do 13º salário no mês de janeiro de 2017, como normalmente previsto nas negociações.

As atas das reuniões de negociações estão disponíveis no site e a próxima reunião será dia 22. Porém, a categoria se reunirá em assembleia, no dia 20, às 8 horas, na SE BSA, em Cubatão.

cteep jundiai 02

APÓS GREVE E MEDIAÇÃO DO TRT, TRABALHADORES DA CETESB CONSEGUEM REAJUSTE SALARIAL DE 10,03%

APÓS GREVE E MEDIAÇÃO DO TRT, TRABALHADORES DA CETESB CONSEGUEM REAJUSTE SALARIAL DE 10,03%

Após a realização de uma greve de sete dias nas agências ambientais de Cubatão, Santos e Registro, a maioria dos trabalhadores da Cetesb decidiu na última terça-feira, dia 14, encerrar o movimento paredista e aceitar a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) apresentada pela empresa, após medição do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

A pressão da categoria surtiu efeito, com o início do movimento paredista, no último dia 8. A estatal elevou o percentual de reajuste salarial de 3,5% para 10,03%, o que representa um aumento real de 0,7%. Afinal, a inflação acumulada nos últimos 12 meses (de maio de 2015 a abril de 2016) calculada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) foi de 9,33%.

A correção salarial será de 6,03% (retroativo a maio) e mais 4% a partir de novembro. O reajuste dos demais benefícios também foi de 10,03%.
A Cetesb pretendia reduzir a garantia de emprego para 94%, mas o TRT sugeriu a manutenção dos atuais 96% e a proposta foi aceita pela empresa. Houve ainda o compromisso de a estatal discutir a eventual implantação do Plano de Cargos e Salários (PCS) e do Programa de Participação nos Resultados (PPR).

Ficou acordado ainda que os trabalhadores da Cetesb terão de compensar um dia de trabalho (oito horas) por conta da paralisação. No entanto, o Sindicato enviará um ofício para a empresa rever essa medida, porque o movimento paredista ficou restrito a 30% do efetivo, conforme estabelecido na liminar do TRT concedida à empresa. Além disso, foi mantido 100% do pessoal que ficaria de sobreaviso para ocorrências de emergência durante o último final de semana.

cetesb fim da greve

ASSEMBLEIA CTEEP, DIA 20/06, ÀS 8 HORAS, NA SE BSA, EM CUBATÃO

assembleia cteep dia 20 06 16

TRABALHADORES DA CETESB DEFINEM CONTINUIDADE DA GREVE DIA 14

TRABALHADORES DA CETESB DEFINEM CONTINUIDADE DA GREVE DIA 14

Os trabalhadores da Cetesb das agências ambientais de Cubatão, Santos e Registro estarão reunidos em assembleia nesta terça-feira, dia 14, às 15h30, em Santos, e as 16 horas, em Registro, para deliberar, ou não, a continuidade da greve iniciada no último dia 8.

A paralisação, por tempo indeterminado, foi deflagrada pela categoria em razão da intransigência por parte da estatal em avançar nas negociações do novo Acordo Coletivo de Trabalho.

Uma audiência de conciliação entre a empresa e o Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius) está agendada para esta terça-feira, dia 14, às 11h30, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Desde a última quinta-feira, as agências ambientais da Cetesb da Baixada Santista e Vale do Ribeira mantêm o atendimento parcial ao público. Isso se deve à liminar concedida pelo TRT, que determinou a manutenção de 70% do quadro dos trabalhadores em atividade.

Os cerca de 60 trabalhadores da Baixada Santista e Vale do Ribeira da estatal resolveram cruzar os braços no último dia 8, após rejeitarem a proposta de 3,5% de reajuste salarial e a redução da garantia de emprego do quadro funcional de 96% para 94%. A Cetesb também não discutiu melhorias no Plano de Cargos e Salário, nem tratou do pagamento do Programa de Participação nos Resultados (PPR).

PRAZO FINAL PARA ATENDIMENTO SOBRE AS AÇÕES DA TELESP É NO DIA 14/06/2016

acoes da telesp prazo final