Logo FTIUESP Logo Forca Sindical  CNTI LOGO2

SINTIUS É ELEITO PARA INTEGRAR O CONESAN

SINTIUS É ELEITO PARA INTEGRAR O CONESAN

O Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius) foi uma das instituições da sociedade civil escolhidas para permanecer no Conselho Estadual de Saneamento (Conesan) para o biênio 2016-2018. A definição ocorreu na tarde da última terça-feira, na sede da Secretaria de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos.

O Sintius, que atua hoje como representante titular do sindicato de trabalhadores do setor, passará a ser suplente neste fórum. A entidade titular neste segmento será o Sintaema, o que confirma a boa relação entre os sindicatos e a manutenção do acordo de revezamento na representação da categoria nos debates dessa área.

O nosso Sindicato será representado no Conesan pelo diretor de Saneamento e Meio Ambiente, Mauro de Freitas Mazzitelli, enquanto o Sintaema escolheu o diretor de Saneamento e Meio Ambiente, José Mairton Barreto.

O Conesan é um órgão consultivo e deliberativo do Estado relacionado à definição e à implementação da política estadual de saneamento básico. Esse colegiado é formado por representantes de diversas secretarias e empresas do Governo do Estado, prefeituras paulistas e entidades da sociedade civil.

reuniao conesan 01

REPRESENTANTES DA FAPESP VISITAM O SINTIUS

REPRESENTANTES DA FAPESP VISITAM O SINTIUS

A Diretoria do Sintius recebeu na manhã da última segunda-feira, dia 25, em sua sede, os representantes da Federação das Associações e Departamentos de Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado de São Paulo (Fapesp).

O atual presidente da instituição, Antonio Alves da Silva, fez uma visita no Sintius a fim de buscar parcerias com o nosso sindicato, já que a Secretaria de Assuntos para Aposentados e Pensionistas (Saap) é uma das entidades filiadas à Fapesp.

Silva esteve acompanhado de outros diretores que integram a chapa que disputa a eleição da Fapesp, que acontece no próximo dia 16.

reuniao fapespED

SABESP ATINGE 91,4% DAS METAS DO PPR 2015.

SABESP ATINGE 91,4% DAS METAS DO PPR 2015.

PAGAMENTO SERÁ FEITO NESTA QUARTA-FEIRA, DIA 20

O presidente do Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius), Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, o Platini, o secretário regional do Litoral Sul, Jair Álvaro da Silva, e o diretor de base do Sintius Roberto Martins de Souza participaram, no último dia 15, de uma reunião com a Sabesp e demais entidades de trabalhadores para a apresentação do resultado do Programa de Participação nos Resultados (PPR) 2015.

Conforme dados apresentados pela estatal nesta reunião realizada na capital paulista, foram atingidas 91,4% das metas estabelecidas para o ano passado. O principal fator que impediu o alcance dos 100% foi o resultado do índice de satisfação construída: foram alcançados 76 dos 80 pontos projetados.

As demais metas foram obtidas em sua totalidade. O pagamento dos valores da PPR 2015 será efetuado nesta quarta-feira, dia 20.

Independente do depósito dos valores da PPR 2015, o Sintius não concordou que os trabalhadores sejam penalizados pelo não atingimento das metas relacionadas à satisfação dos clientes. Afinal, isso é reflexo direto da crise hídrica que afetou a Região Metropolitana de São Paulo e algumas cidades do interior, bem como da falta de investimentos em obras por parte da Sabesp.

Nos próximos dias, os sindicatos serão convidados para apresentação dos resultados do primeiro trimestre do PPR 2016. O Sintius deixou registrado que pretende acompanhar com lupa os resultados para que as metas sejam rediscutidas, se necessário, a fim de a categoria não sair prejudicada.

Ata de reuniao Sabesp PPR 05 04 2016 1

NÚMEROS QUE DEFINEM VALORES DA PLR 2015 DA CPFL SÃO CONTESTADOS PELO SINTIUS

A Diretoria do Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius) participou na última segunda-feira, dia 11, de uma reunião em Campinas, onde a CPFL Piratininga apresentou os resultados dos indicadores utilizados para o cálculo dos valores da Participação sobre Lucros e Resultados (PLR) 2015.

No entanto, os dados foram contestados pelo Sindicato, que esteve representado nesse encontro pelo presidente Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, o Platini. Ele esteve acompanhado pelo secretário geral Ubirajuí José Pereira, o Bira, pelo secretário de Finanças, Evandro Carvalho, e pelo secretário regional do Litoral Sul, Jair Álvaro da Silva. Para o Sintius, os resultados ruins não correspondem à realidade.

Apesar das contestações, a empresa anunciou que fará o pagamento da PLR no dia 25 deste mês. O valor da PLR deve ser menor do que o de 2014, devido à queda dos valores do Resultado do Serviço.

Vale lembrar que o Sindicato fez greve do dia 18 a 25 de maio do ano passado por não concordar com a definição do novo modelo de PLR 2015 apresentado pela CPFL. No dia 2 de agosto de 2015, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) Davi Furtado Meirelles determinou que a PLR a ser distribuída seria de 1,11% do Resultado do Serviço mais 0,29% relacionado ao alcance das metas. A fórmula foi a mesma que já tinha sido acordada com os demais sindicatos.

Companheiros, estamos atentos para as negociações da PLR 2016 no que diz respeito ao Resultado do Serviço e às metas da PLR!

formulaplr

DIRETORES ESTIVERAM REUNIDOS COM SINTAEMA PARA DISCUTIR CAMPANHA SALARIAL

A Diretoria do nosso Sindicato esteve reunida ontem, dia 06 de abril, com diretores do Sintaema para estabelecer estratégia de luta em defesa dos trabalhadores da Sabesp, neste período de negociações, aberto com a entrega da pauta de reivindicações dia 30. Entre os assuntos, foi comentado sobre a garantia de emprego, aumento real, pagamento integral das horas extras nos plantões e reajuste dos benefícios.

Outros temas comuns as pautas de reinvindicações dos sindicatos também foram abordados como a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), Plano de Cargos e Salários (PCS) e contratação de trabalhadores.

Além destes temas, houve, também, a análise e discussão da situação da Sabesprev, pois os dirigentes sindicais ainda não tiveram oportunidade de manifestar junto a Sabesp e a Sabesprev suas expectativas e possíveis propostas para a solução dos impasses existentes, tanto no Plano Médico, cuja reunião que ocorreria dia 17/02/2016 não aconteceu por conta da mudança na sua direção e que ainda não há data prevista para sua realização, bem como no Plano Previdenciário, cuja ação ainda tramita na justiça.

reuniao sintaema 10

Diretores do Sintius e do Sintaema se reuniram para estabelecer estratégias de reivindicações

TRABALHADORES APROVAM PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DA SABESP, CETESB, CTEEP E CPFL

Os trabalhadores da Sabesp, Cetesb, Cteep e CPFL Piratininga aprovaram, em assembleias realizadas nesta semana, as pautas de reivindicações que serão entregues às empresas para dar início às discussões sobre os novos Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs).
Uma minuta já havia sido entregue às estatais no último mês, uma prática adotada por outros sindicatos. As pautas estão à disposição para consulta dos trabalhadores em nosso site. Os pedidos dos trabalhadores da Sabesp e da Cetesb foram apresentados às direções dessas estatais na última quarta-feira, dia 30.
No caso da Sabesp, vale lembrar que, como estratégia dos sindicatos, a aprovação da pauta de reivindicações do Sintius ocorreu na última segunda-feira, dia 28, ou seja, dois dias antes da assembleia promovida pelo Sintaema.
Na pauta deste ano relacionada à empresa de saneamento ambiental, uma das novidades é o pedido para que a Participação dos Lucros e Resultados (PLR) seja paga em duas parcelas: em novembro deste ano e em abril do próximo ano.
Além disso, o Sintius pleiteia o retorno do pagamento do Adicional por Tempo de Serviços (ATS), um direito que foi retirado dos trabalhadores, em 1999, em razão de uma determinação judicial.

CPFL Piratininga
A assembleia para aprovação da pauta de reivindicações dos trabalhadores da CPFL Piratininga foi realizada na noite da última quarta-feira, dia 30, na sede do Sintius. A categoria cobrou o aumento no percentual da folha salarial para dar maior suporte financeiro à concessão de aumentos e bônus por maturidade profissional e aos empregados, passando de 1% para 2%.
O pessoal quer ainda uma melhor adequação dos critérios a fim de se ter maior transparência na hora de a empresa decidir quem será valorizado.
Os trabalhadores pedem também a criação do cargo de especialista, o que abre a possibilidade de o profissional avançar mais na carreira, além da correção da faixa salarial – congelada desde 2008 – e o pagamento de meio salário mínimo aos brigadistas. A ideia é que a pessoa que assumir tal função seja eleita e tenha um mandato de 12 meses.
Na pauta de reivindicações da empresa consta o pagamento de um adicional para quem dirige veículos da CPFL, bem como a assistência jurídica aos condutores, caso se envolvam em algum acidente ou outro tipo de ocorrência de trânsito.
A pauta de reivindicações será entregue à empresa no próximo dia 4. As primeiras reuniões de negociação do novo ACT devem acontecer no mês de abril.

Cetesb
Ainda no dia 28, a Diretoria do Sintius também fez assembleias nas agências ambientais da Cetesb de Cubatão, Santos e Registro para a aprovação da pauta de reivindicações dos trabalhadores. Essa foi a primeira vez que o Sintius promoveu um encontro com essa finalidade nessa unidade do Vale do Ribeira.
Os trabalhadores pedem que o banco de transferências de funcionários seja mais transparente e acessível do que o atual. Também foi reforçada a necessidade de privilegiar o remanejamento interno de funcionários antes da realização de novos concursos públicos.

Cteep
Na Cteep, a assembleia ocorreu na unidade de Cubatão, na última segunda-feira, dia 28. Entre as reivindicações apresentadas pela categoria, podemos destacar o pedido de reajuste de 100% nos valores do benefício pago pela empresa para quem utiliza o próprio veículo para atender as demandas da própria Cteep.
Vale lembrar que neste ano serão apenas negociadas as cláusulas econômicas, já que o ACT da empresa tem validade de dois anos.

Alerta
A Diretoria do Sintius agradece a todos os trabalhadores que participaram das assembleias de aprovação de pauta de reivindicações e das reuniões setoriais. Nos últimos meses, os diretores tiveram a oportunidade de ouvir os anseios e os pedidos da categoria que, agora, serão levados para a discussão com as empresas.
A Diretoria aproveita a oportunidade para chamar a atenção dos nossos companheiros contra os murmurinhos e as inverdades plantadas na base com o único intuito de prejudicar o trabalho desenvolvido pelo Sintius.
Sempre que você, trabalhador, tiver alguma dúvida ou indagação sobre as atividades desenvolvidas pelo Sintius, procure um dos diretores da instituição ou representante sindical mais próximo. Não caia em fofocas que tem a única finalidade de tumultuar e enfraquecer a unidade dos trabalhadores.
É o momento de construir uma estrutura forte de união! Não dê ouvidos a quem quer desmobilizar e desqualificar a representatividade.

assembleia sabesp 01

MOVIMENTO SINDICAL DA BAIXADA SANTISTA FARÁ GRANDE MOBILIZAÇÃO EM SANTOS NESTA SEGUNDA-FEIRA (28) EM DEFESA DA ECONOMIA E DO EMPREGO

O movimento sindical da Baixada Santista iniciará uma grande mobilização na próxima segunda-feira (dia 28) para apresentar à população propostas concretas, na ótica dos trabalhadores, a fim de superar a forte crise econômica que vem afetando as famílias de todo o País.

O evento tem o nome de “Movimento em Defesa da Economia e do Emprego na Preservação da Sociedade” e ocorrerá na Praça Mauá, em Santos, a partir das 9 horas. A iniciativa é fruto de uma ação articulada pelo Conselho Sindical Regional da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira (CSR), que reúne cerca de 100 entidades de trabalhadores e representantes locais das centrais sindicais.

Na avaliação do coordenador do Grupo de Trabalho do CSR, Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, o Platini, essa mobilização é necessária para que os cidadãos possam reagir à crise econômica que afeta o Brasil. A gravidade da situação fica evidente ao observar os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em 2014, a Baixada Santista fechou 4.598 postos de trabalho formais. Em 2015, foram 15.704 vagas a menos, ou seja, um número mais de três vezes maior do que o ano anterior.

“A maioria dos trabalhadores está sendo sacrificada em nome de uma minoria privilegiada. Não aceitaremos pagar essa conta mais uma vez. Os efeitos perversos da atual situação é sentido no dia a dia das famílias. Não podemos aceitar calados a ameaça de retirada de direitos trabalhistas e de cortes salariais, bem como o aumento do desemprego”, destacou Platini, que preside o Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius).

Reivindicações

Segundo o diretor do Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista, Fábio José Rodrigues de Mello, a população receberá durante o evento um panfleto com uma pauta de dez reivindicações para o País voltar a crescer e a gerar mais empregos. A garantia dos direitos trabalhistas, a queda do Fator Previdenciário, o fim da terceirização e a redução da jornada de trabalho para 40 horas – sem redução de salários – são alguns dos pleitos.

“Esse é o início de um trabalho de unidade sindical da Baixada Santista. Pretendemos com esses atos conscientizar a população sobre a necessidade de ela estar mobilizada contra as injustiças e lutar para ter uma vida digna. Os trabalhadores precisam ser ouvidos porque temos propostas concretas para superar a crise”, frisou Mello.

Na questão econômica, o movimento sindical cobra a redução das altas taxas de juros – que imobilizam os investimentos produtivos no País –, a taxação das grandes fortunas e mais investimentos em áreas vitais para a população, como saúde, educação, habitação e mobilidade urbana.

Os trabalhadores pedem ainda o cancelamento da Lei Antiterrorismo, que criminaliza as lutas dos movimentos sindicais e sociais, e fazem a defesa para que a riqueza oriunda da exploração do pré-sal não fique nas mãos das empresas estrangeiras.

DIRETORIA DO SINTIUS PROMOVE SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO NAS ATIVIDADES SINDICAIS

A Diretoria do Sindicato dos Urbanitários de Santos e Região (Sintius) realizou nesta sexta-feira, dia 11, o Seminário de Iniciação nas Atividades Sindicais voltado à Diretoria, conselheiros fiscais e representantes sindicais.

Segundo o secretário de Formação e Política Sindical, José Lima Rodrigues, o objetivo do evento foi trazer informações técnicas qualificadas para embasar os representantes da categoria nas discussões da campanha salarial deste ano.

No início dos trabalhos, os presentes receberam a programação, a síntese das discussões e uma pasta, que foi custeada graças a uma parceria firmada com a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria (CNTI).

O presidente do Sintius, Carlos Alberto de Oliveira Cardoso, o Platini, abriu os trabalhos na parte da manhã e destacou a importância do evento. Ele citou ainda a necessidade de conhecimento prévio da situação financeira das empresas para fazer uma discussão qualificada e fechar Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) favoráveis à categoria.

Ainda na parte da manhã, o economista do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Thomaz Ferreira Jensen, trouxe um panorama do cenário econômico do País e do Estado. Além disso, o especialista apresentou uma série de números dos balanços oficiais das empresas da base para demonstrar os resultados financeiros obtidos no último ano.

thomaz ferreira jensen 01

thomaz ferreira jensen 02

Na parte da tarde, o advogado do Sintius, Luiz Sérgio Trindade, fez uma exposição sobre a organização política e dos poderes do Brasil, assim como destacou a importância do movimento sindical para as mudanças ocasionadas pela reestruturação produtiva no País.

luiz sergio trindade 01

luiz sergio trindade 02